A Lenda D'el Rei D. Sebastião

Fugiu de Alcácer Quibir

El Rei D. Sebastião

Perdeu-se num labirinto

Com seu cavalo real

As bruxas e adivinhos

Nas altas serras beirãs

Juravam que nas manhãs

De cerrado de Nevoeiro

Vinha D. Sebastião

Pastoras e trovadores

Das regiões litorais

Afirmaram terem visto

Perdido entre os pinhais

El Rei D. Sebastião

Ciganos vindos de longe

Falcatos desconhecidos

Tentando iludir o povo

Afirmaram serem eles

El Rei D. Sebastião

E que voltava de novo

Todos foram desmentidos

Condenados às gales

Pois nas praias dos Algarves

Trazidos pelas marés

Encontraram o cavalo

Farrapos do seu gibão

Pedaços de nevoeiro

A espada e o coração

de El Rei D. Sebastião

Fugiu de Alcácer Quibir

El Rei Rei D. Sebastião

E uma lenda nasceu

Entre a bruma do passado

Chamam-lhe o desejado

Pois que nunca mais voltou

El Rei D. Sebastião

El Rei D. Sebastião


Letra José Cid



Fotos do Mundo Roselha Grande

Lagos , 21/05


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo